Seja bem-vindo
Rio Grande,02/03/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Ique de la Rocha

Precisamos estar atentos

Porto no Litoral Norte e final do contrato do pedágio precisam ser acompanhados pela comunidade.


Precisamos estar atentos

Ique de la Rocha

 

Precisamos estar atentos

Porto no Litoral Norte e final do contrato do pedágio precisam ser acompanhados pela comunidade.

 

Os leitores sabem que há tempos cobramos, até com certa veemência, melhorias para a cidade que, para os mais antigos, já esteve muito melhor há 30 anos do que hoje. Enquanto nossa comunidade cresce muito lentamente, outras comunidades do Rio Grande do Sul, para ficarmos apenas em nosso estado, imprimem uma velocidade bem maior. Podemos pegar como exemplo Passo Fundo, que tinha uma população menor que a nossa, em 2010 quase empatou com a gente em número de habitantes e agora nos ultrapassou. A população deles seguiu aumentando e a nossa diminuiu.

Se formos pegar as fotos das cidades veremos que muitas menores que a nossa tem porte de cidade maior, com maior quantidade de edifícios, bem mais modernos que os nossos. Bento Gonçalves, Farroupilha, Erechim, Lajeado, Santa Cruz do Sul, são exemplos do que estamos dizendo. Sem falar em cidades maiores que a nossa e bem mais desenvolvidas: Caxias do Sul, Pelotas, Novo Hamburgo, São Leopoldo e Santa Maria.

O governo municipal precisa, para começar, reduzir o entorno histórico e incentivar a verticalização na área central da cidade. A iniciativa vai significar novos investimentos, mais empregos e o renascimento do nosso Centro que, apesar de tudo, ainda está melhor do que os demais bairros da cidade, mesmo a Cidade Nova. Ou seja, com exceção do Cassino (ou a av. Rio Grande) está tudo deixando a desejar.

E não adianta as autoridades ou forças vivas condenarem as nossas críticas. Cada vez mais as pessoas mostram seu descontentamento com a cidade. Estamos apenas repercutindo a situação, mas quem pensa o contrário de nós pode enviar a sua opinião e a justificativa que a gente publica.

Agora precisamos estar atentos à construção do porto concorrente em Arroio do Sal e também à renovação da concessão do pedágio, que expira no próximo ano. Diziam que o pedágio era justificativa para a perda de competitividade de nosso porto, que o pedágio é tudo de ruim. Então vamos agir deputado, prefeito, vereadores, autoridades e empresários ligados ao porto, nossas forças vivas...

 

Uruguai também poderá ser concorrente

Uma pessoa que confio muito pelo seu conhecimento sobre as questões portuárias, me enviou o seguinte comentário sobre o porto de Arroio do Sal, cujas obras deverão iniciar no segundo semestre de 2024:

“Se a comunidade (de Arroio do Sal) e entorno querem o porto, então ele vai sair do papel. Lula, nos Emirados Árabes, foi solicitar investimentos justamente em vários novos projetos de portos. Não faltará dinheiro para esse porto de Arroio do Sal. Já o Uruguai deixou claro, na reunião do Mercosul, que vai sim para os braços da China. Futuro porto de águas profundas no Uruguai será só uma questão de tempo”.

 

Falha nossa

No comentário passado, sobre a possibilidade de melhorias na praça Tamandaré, mencionei que o rabo do leão, no monumento-túmulo a Bento Gonçalves, teria sido roubado. Falha nossa. Em seguida da postagem, o secretário de Zeladoria da Cidade, Marlon Nunes Soares, informou que a peça foi retirada pela Prefeitura.

Pedimos desculpas aos leitores e ao secretário, a quem iremos procurar nos próximos dias em busca de informações sobre o monumento, a praça e outros assuntos de sua pasta.

 

Contatos com a coluna pelo email: iquedelarocha@gmail.com



COMENTÁRIOS

LEIA TAMBÉM

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.