Seja bem-vindo
Rio Grande,14/04/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Bruna Castro

Faça o mínimo para ser considerado muito

É tipo estar na frente do gol e decidir chutar a bola na cara do juiz porque você simplesmente sente que não precisa daquele gol.


Faça o mínimo para ser considerado muito

Faça o mínimo para ser considerado muito



Sabe aquela história de que para ser bom, basta não ser muito ruim? Pois é, senta aí que vou contar por que essa frase virou meu mantra. O que acontece é que no comércio em geral é difícil achar um atendimento que não decepcione. Parece que o bom atendimento virou artigo de luxo. 


A impressão que tenho é que o pessoal que atende, quando fica cara a cara com o cliente, prefere fingir que não se importa, trata como se o cliente fosse invisível ou joga nele toda a raiva do mundo. É tipo estar na frente do gol e decidir chutar a bola na cara do juiz porque você simplesmente sente que não precisa daquele gol.


E antes que me chamem de exagerada, me diz quantas vezes você, como cliente, foi ignorado? Seja presencialmente por aquele atendente que não tira os olhos do celular ou nos canais de atendimento. E mais, você ficou feliz com isso? Aposto que não, porque ninguém gosta de ser ignorado. Não atender ligações, deixar e-mails sem resposta e ignorar mensagens no WhatsApp não só dá uma péssima impressão, mas mostra que a sua empresa está pouco se lixando para o cliente. 


Quando a meta não chega é muito mais confortável culpar o ambiente externo, porém seguir com desculpas como "poucos clientes", "a economia tá mal" ou "a localização é ruim", sem olhar para o dinheiro que ficou na mão do seu cliente não atendido ou negligenciado, é a receita certa para continuar no vermelho. 


No mundo das vendas, a palavra mágica é "rapport". Uma palavra em francês que significa “criar relação”. E como criar conexão durante o atendimento? Simples: basta ouvir com atenção. Todo mundo gosta de receber atenção, de se sentir ouvido, de se sentir importante.


Empatia também pode ser fundamental nessa trama toda. Se colocar no lugar do cliente, entender o lado dele - não é nenhum foguete de ciência, é só uma questão de humanidade. 


Atendimento não é só sobre vender um produto, é sobre construir conexões que duram. Ignorar essa realidade é queimar pontes que vão demorar anos para serem reconstruídas. Vamos lembrar que, nos negócios, a reputação é tudo, e a excelência no atendimento é o escudo que protege e nos diferencia da concorrência. Então, comece pelo básico e reflita: você se sentiria satisfeito em ser atendido na sua empresa?



COMENTÁRIOS

LEIA TAMBÉM

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.