Seja bem-vindo
Rio Grande,23/04/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Fecomércio-RS lança abaixo-assinado contra decretos que aumentam a carga tributária de diversos alimentos

A entidade chama atenção a produtos como frutas, verduras, hortaliças e ovos, que deixarão de ser isentos de ICMS e passarão a ter alíquota de 12% a partir de abril se mantido o dispositivo assinado pelo governador Eduardo Leite.


Fecomércio-RS lança abaixo-assinado contra decretos que aumentam a carga tributária de diversos alimentos

A Federação do Comércio de Bens e de Serviços do Estado do Rio Grande do Sul (Fecomércio-RS) lançou um abaixo-assinado contra os decretos do Governo do Estado que, entre outras medidas arrecadatórias, aumentam a carga tributária de alimentos e outros itens. Ele pode ser acessado e assinado digitalmente através do site https://peticaopublica.com.br/pview.aspx?pi=BR138021

A entidade chama atenção a produtos como frutas, verduras, hortaliças e ovos, que deixarão de ser isentos de ICMS e passarão a ter alíquota de 12% a partir de abril se mantido o dispositivo assinado pelo governador Eduardo Leite. Haverá aumento na carga tributária, também, na carne, no leite, no arroz e no pão, que hoje são tributados de ICMS, mas com alíquota reduzida. 

"Nós rejeitamos, como parcela majoritária da sociedade, a proposta inicial do governo de aumentar a alíquota modal de ICMS de 17% para 19,5%. Contudo, também não podemos concordar com este posto 'plano B' que, com os decretos, trarão aumento de impostos que vão recair diretamente sobre o consumidor gaúcho", comenta o presidente da Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bohn. "Nós convocamos a todos os gaúchos e gaúchas que não concordam com esta decisão para que assinem a petição e nos ajudem a mostrar a força dessa demanda contra a ampliação da carga tributária".


Publicidade



COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.