Polícia fecha laboratório de refino de cocaína e crack, em Bagé

Polícia fecha laboratório de refino de cocaína e crack, em Bagé

Os policiais cumpriram cinco mandados de busca e apreensão, decorrentes de uma investigação iniciada no começo do mês

Por Anete Poll (anete@olitoraneo.com.br) 28/07/2021 - 13:59 hs
Foto: Divulgação PC

Nesta quarta-feira (28), a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) da Polícia Civil, juntamente com o setor de inteligência da Brigada Militar e a Polícia Rodoviária Federal, deflagrou a Operação Refino, com o intuito de reprimir o tráfico de drogas em Bagé. A ação contou com o apoio de todas as delegacias da 9ª Região Policial e da Força Tática da Brigada Militar.

Os policiais cumpriram cinco mandados de busca e apreensão, decorrentes de uma investigação iniciada no começo do mês, quando foram presas sete pessoas e apreendidos 45kg de droga. Durante as investigações, os policiais descobriram que a organização criminosa, comandada por um detento que está recolhido na Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas, estava montando um laboratório para refinar cocaína e crack em Bagé, criando sua própria droga para vender para outros traficantes da região.

Hoje, durante o cumprimento das buscas nos bairros Tarumã, Mascarenhas e Centro, foram presos três indivíduos da região metropolitana de Porto Alegre, um deles com uma extensa ficha criminal por tráfico, roubo e homicídios. Em um dos imóveis, localizado em uma república de estudantes, foi encontrado o laboratório, com uma prensa, um sistema hidráulico para compactação da droga, além de 760g de cocaína já prensada, cerca de 1kg de pasta base, 450g de crack e insumos para misturar e diluir a droga. No último dia 22/07 a polícia apreendeu uma prensa, que seria utilizada nesse laboratório. Na ação, um jordaniano foi preso por crime de posse de petrechos para o tráfico.

O delegado Cristiano Ritta, titular da Draco Bagé, destacou que a apreensão de hoje é um importante desdobramento das ações realizadas nos últimos dias no combate ao crime organizado e o tráfico de drogas na região. O trabalho de inteligência policial e a constante troca de informações entre os órgãos de segurança da cidade têm dado resultados significativos no enfrentamento ao crime na cidade, que mantém baixos índices nos indicadores de violência do Estado.