Seja bem-vindo
Rio Grande,19/06/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Aviação regional brasileira será impulsionada com inclusão de 13 novas aeronaves

Jatos da fabricante nacional Embraer serão entregues até o final deste ano


Aviação regional brasileira será impulsionada com inclusão de 13 novas aeronaves

ampliação da aviação civil brasileira, com aumento de rotas e maior número de turistas voando pelo país, tem entre os principais destaques o crescimento da nossa indústria aeronáutica, que se fortalece cada vez mais como uma referência global em excelência e qualidade de produtos e serviços prestados. O trabalho do mercado no investimento tecnológico realizado em parceria com empresas aéreas para o fomento do modal tem um único objetivo: possibilitar que mais brasileiros sejam inseridos na aviação.

Para expandir as operações aéreas e potencializar o turismo nacional e internacional, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, e uma comitiva do Governo estiveram na sede da Embraer, em São José dos Campos, para a entrega da aeronave comercial mais moderna da fabricante que será incorporada à frota da companhia aérea azul. Até o final deste ano, a fabricante concluíra o repasse de 13 jatos para a empresa. No total, o investimento da companhia será de R$ 3 bilhões.

Durante fala na cerimônia de entrega da aeronave, o ministro Silvio Costa Filho destacou que o aumento da frota vai contribuir para o turismo do país, alavancando a economia e a geração de emprego e renda. “A cada 4 turistas que chegam no Brasil ou que chegam em outras cidades, nós estamos falando em um emprego que é gerado no país”, mencionou.

Costa Filho mencionou também que, desde o início da atual gestão federal, o modal aéreo tem alcançado resultados positivos. “Ao final do primeiro ano do governo do presidente Lula, nós tivemos mais de 112 milhões de passageiros transportados. Em apenas um ano, nós tivemos um crescimento em 15% na aviação do país. Eu não tenho dúvidas que até o final dos 4 anos do presidente nós vamos chegar a 140 milhões de pessoas viajando pelo nosso país”, reforçou.

O presidente Lula indicou que a principal prioridade do governo é o fomento da aviação regional. Segundo ele, é preciso ampliar a oferta de voos em áreas pouco conhecidas no país. "Ao invés de a gente querer viajar para conhecer o museu Louvre, em Paris, ao invés de a gente querer viajar para a Disney, é preciso que o nosso povo conhecesse o Brasil”.

E ainda acrescentou: “um país que tem uma Embraer, que tem uma cidade como São José dos Campos, que tem a Azul, ele não pode pensar pequeno e não pode sonhar pequeno. É preciso sonhar grande. Se o Ozires não tivesse pensado grande, a gente não teria a Embraer. As coisas grandes são resultado de muita coragem”, afirmou.

Modelo sustentável

Maior e mais moderna de sua frota, o jato E195-E2 da Embraer possui capacidade para transportar até 136 passageiros e autonomia de 4,8 mil quilômetros. Aeronave de corredor único, o modelo permite operações aéreas em aeroportos antes não servidos no país, pela sua tecnologia em voar em aeroportos maiores e aeródromos regionais, com menor infraestrutura aeroportuária.

Terceira maior fabricante de aeronaves no mundo, a Embraer segue como líder na fabricação de jatos comerciais com até 150 assentos e uma das principais exportadoras de bens de alto valor agregado no Brasil.

Geração de emprego

Neste ano, a Embraer vai investir cerca de R$ 2 bilhões na indústria aeronáutica, contribuindo na geração de cerca de 900 empregos diretos no Brasil. Atualmente, o setor da aviação gera mais de 50 mil empregos.

Publicidade



COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.