Seja bem-vindo
Rio Grande,19/06/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Grêmio vence Estudiantes de La Plata na Argentina

Em jogo truncado e catimbado, Grêmio resgata chances de classificação no Grupo C


Grêmio vence Estudiantes de La Plata na Argentina Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Na noite de terça-feira, 23, o Grêmio entrou em campo para mostrar mais uma vez sua grandeza e resgatar o desejo pela Glória Eterna. Após início ruim na CONMEBOL Libertadores da América, o Tricolor viajou para La Plata para reviver uma das maiores batalhas da sua história. E assim foi! Com gol desenhado pelas Crias de Eldorado, o Grêmio venceu o Estudiantes de La Plata por 1 a 0 e garantiu os três primeiros pontos no Grupo C. Uma epopéia na Argentina, um jogo com a cara do Grêmio! Um jogo que mostrou mais uma vez, a mística Tricolor em La Plata! 

Primeiro tempo:

O Grêmio começou melhor na partida, ocupando o campo do Estudiantes, sem dar espaços para os argentinos avançarem para o campo ofensivo. Marcando em cima, o Tricolor criou sua primeira oportunidade, aos cinco minutos. Após cobrança de lateral para o interior da área do Estudiantes, JP Galvão deu um passe de cabeça para Pepê, que arriscou de longe. A bola bateu no defensor argentino e saiu para escanteio, porém, sem aproveitamento.

A resposta dos argentinos foi com o lateral Romero, que arriscou uma finalização de fora da área à direita do goleiro Marchesin. No minuto seguinte, o Estudiantes tentou novamente uma chegada após lançamento do José Sosa para a grande área Tricolor. No lançamento, o atacante Correa acertou o zagueiro Kannemann, que caiu no gramado reclamando de uma agressão. O juiz marcou falta de ataque, bola para o Grêmio.

Aos 11’, a melhor chance do Grêmio na partida até aqui. Após receber bom passe na entrada da área, o atacante Galdino tentou buscar Franco Cristaldo no meio da área. O argentino arriscou de primeira, mas o goleiro Mansilla estava bem posicionado para fazer a defesa no centro do gol. Faltou força na finalização do meia Tricolor!

Aos 13’, o atacante Correa teve outra boa chance para os argentinos. Ao finalizar da entrada da área, a bola explodiu na zaga gremista e voltou para o atacante, que arriscou de primeira. O chute acabou subindo demais e foi pra fora! O Estudiantes começa a entrar no jogo.

Três minutos depois, o Grêmio arriscou com uma finalização forte de fora da área do lateral Fabio. Após receber um passe cheio de graça de Soteldo, que demonstrou total categoria, o lateral dominou, ajeitou e finalizou buscando o ângulo do goleiro Mansilla. Porém, a bola acabou saindo à esquerda do gol do Estudiantes! Quase!

Em disputa de bola no interior da área gremista, o volante Villasanti acabou tomando uma pegada feia no tornozelo. O atleta gremista ficou atirado no gramado sentindo muitas dores. O primeiro cartão da partida saiu no lance. Amarelo para Tiago Palacios!

Aos 26’, o Grêmio teve mais uma oportunidade na partida,

Na sequência, o Grêmio quase chegou ao seu primeiro gol na partida. Após passe de JP Galvão, Soteldo recebeu de frente pro crime e arriscou a finalização rasteira, mas a bola explodiu no zagueiro Romero, que salvou a equipe de La Plata. Quase, Grêmio!!!

Aos 32’, técnico Renato Portaluppi colocou três jogadores para aquecer. Dentro de campo, o zagueiro Pedro Geromel parecia sentir muito o braço esquerdo. Após receber atendimento médico, o zagueiro precisou deixar o campo. O técnico gremista optou pela entrada de Rodrigo Ely.

O atacante Everton Galdino acabou levando o segundo cartão amarelo do Grêmio, após dar uma chegada mais forte no meia Benedetti, do Estudiantes. O primeiro cartão havia saído para Franco Cristaldo, minutos antes. Aos 46’, o volante Villasanti matou a jogada que estava sendo criada pelos donos da casa e também tomou cartão amarelo.

Com 47 minutos, o árbitro uruguaio Gustavo Tejera encerrou o primeiro tempo.

Segundo tempo:

O segundo tempo começou muito movimentado, com o Estudiantes tentando pressionar o Grêmio em seu campo de defesa, contudo, sem arriscar contra o gol de Marchesin.

Aos seis minutos veio a primeira finalização do time da casa. Em jogada do atacante Correa, que passou pelo zagueiro Rodrigo Ely com um drible de corpo, a finalização veio cruzada e forte, mas o goleiro gremista fez boa defesa para salvar o Tricolor.

Em resposta, no lance seguinte, foi a vez de Franco Cristaldo obrigar o goleiro Mansilla a fazer grande defesa para o Estudiantes. O arremate foi forte, no canto esquerdo, mas o goleiro argentino estava ligado e espalmou a bola.

Aos 12 minutos, um lance simplesmente INACREDITÁVEL para o Grêmio. Após receber a bola pela esquerda, o atacante Galdino arriscou rasteiro, mas a bola bateu na zaga argentina e voltou para Galdino que conseguiu dar um toque de primeira para Cristaldo, que estava livre dentro da área. Sem hesitar, o argentino deu um voleio espetacular que explodiu no travessão do goleiro Mansilla. Na sequência, o Grêmio não conseguiu aproveitar o rebote para marcar o primeiro em La Plata. Incrível o gol que perdeu o Grêmio!

Na sequência, o volante Villasanti chegou com a sola do pé em uma dividida com o atleta do Estudiantes e acabou tomando o segundo cartão amarelo na partida. Expulso o paraguaio! Se complica o Grêmio na partida. Por reclamação, o goleiro Marchesin também tomou cartão amarelo.

Logo depois, o técnico Renato Portaluppi mexeu em três posições no time gremista. Entraram Dodi, Nathan Fernandes e Gustavo Nunes nos lugares de Franco Cristaldo, Soteldo e Galdino.

Quando o Grêmio vive em dificuldades, vemos brilhar uma estrela. Em um jogo perigoso, catimbado, pegado, com sete títulos da Libertadores em campo, os mais de 30 mil torcedores no estádio Jorge Luis Hirschi viram explodir em êxtase uma jovem dupla que sequer viveu a história da Batalha de La Plata, na Libertadores da América de 1983. Aos 31’ minutos do segundo tempo, os ventos de redenção sopraram pelos céus de La Plata. A juventude contra a experiência, a velocidade contra a lentidão e desespero da zaga do Estudiantes, que viu Gustavo Nunes se desgarrar de toda e qualquer marcação. O olhar rápido para dentro da área viu Nathan Fernandes, outro jovem que acabara de entrar, rasgar a defesa argentina em velocidade e se atirar em direção à bola com um carrinho que levava os sonhos da torcida gremista. Estamos vivos na Libertadores, somos Grêmio! Somos tricampeões da América e vamos continuar buscando a quarta taça! Vivos! Vamos Grêmio!

O Grêmio conseguia neutralizar as ações ofensivas do Estudiantes, que se jogou pra cima. Minutos depois, o Grêmio sofreu um gol, mas, após checagem do VAR, o gol dos argentinos foi anulado.

O Grêmio soube se portar e cozinhou a partida até o final. Vitória na Argentina! Vitória do Grêmio! Estamos vivos na Libertadores e vamos continuar buscando a quarta taça!

Nosso próximo adversário pela Libertadores é o Huachipato, em Talcahuano, no Chile.

Publicidade



COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.