Seja bem-vindo
Rio Grande,03/03/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Portos do Paraná realizam segundo painel na COP28

Foram apresentados os principais programas socioambientais realizados no litoral do Paraná.


Portos do Paraná realizam segundo painel na COP28 Foto: Divulgação

A Portos do Paraná participou nesta quarta-feira (06), do segundo painel da Conferência sobre Mudanças Climáticas (COP28), em Dubai, nos Emirados Árabes. Com a temática “Cidades, regiões, urbanização e transporte” o diretor de Meio Ambiente, João Paulo Santana, abordou as questões envolvendo os programas relacionados à área ambiental e social da empresa pública.

“Na segunda apresentação, mostramos aquilo que eu chamei de ‘O dever de casa de um Porto’. Então apresentamos os programas de monitoramento ambiental, controle ambiental, as nossas condicionantes de um modo geral, no meio físico, no meio sócio e no meio biótico”, explicou Santana. Esta é a quarta vez que a empresa pública do Governo do Estado do Paraná é convidada para representar todo o setor portuário mundial no evento.

A primeira apresentação da Portos do Paraná na COP28 aconteceu na terça-feira (05), com o painel “Mudanças climáticas - descarbonização e sustentabilidade”. Foi apresentada a navegação de forma sustentável e os projetos locais realizados com as comunidades litorâneas do Estado, como o Programa de Recuperação de Áreas Degradadas (PRAD). Também foi apresentada a conquista do certificado internacional Ecoports, a mais importante certificação do mundo voltada para gestão ambiental portuária. Os portos paranaenses foram os primeiros portos públicos brasileiros a receberem o certificado.

Além do diretor, estiveram presentes no evento o diretor-presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia; o secretário de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex; e o conselheiro administrativo da Portos do Paraná, Leandro Pazzeto Arruda.

SOBRE A COP28

A 28ª Conferência de Mudanças Climáticas da Organização das Nações Unidas (ONU), segue até o dia 12 de dezembro em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, e a expectativa, de acordo com o Painel Intergovernamental Sobre Mudanças Climáticas (IPCC), é de que mais ações concretas ocorram, em comparação com a COP 27, quando muitas negociações ficaram ainda no papel. Os Emirados Árabes – anfitriões da COP 28 – estão posicionados, oficialmente, para serem beneficiados com a transição energética. Acredita-se que o ponto chave da COP 28 seja a discussão em torno do Acordo de Paris, e como as nações colocaram em prática as ações previstas por esse acordo, que tem como finalidade limitar a elevação da temperatura do planeta a 1,5°C, até 2050.

Publicidade



COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.