Seja bem-vindo
Rio Grande,19/06/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Ique de la Rocha

Ainda o clima

Sob a influência das mudanças climáticas


Ainda o clima

Entramos na segunda semana de catástrofe climática no Rio Grande do Sul. A cada dia a situação só se agrava. Procuramos assistir as previsões dos meteorologistas sempre com uma pontinha de esperança de que o pior já passou, mas os prognósticos acabam não dando motivos para algum tipo de comemoração.

O mau tempo ainda está sobre nosso querido estado. Nenhuma das comunidades atingidas pelas chuvas e as cheias dos rios conseguiu, ainda, respirar aliviada. A tensão nos acompanha e é impossível para qualquer um de nós, mesmo à distância, não se envolver emocionalmente com o drama de milhões de gaúchos. Com a sensação de que não estamos livres de passar por catástrofes idênticas. A natureza é inclemente com aqueles que não a respeitam e a conta um dia chega.

É triste vermos cidades belas, progressistas, com boa qualidade de vida sendo destruídas. Que nem as pontes e estradas que parecem serem rasgadas que nem um papel.

Conheço Novo Hamburgo só por fotos, mas sempre admirei os edifícios de luxo lá construídos, o traçado de cidade moderna, líder da rica região calçadista. Fui uma vez à São Leopoldo, também uma cidade muito aconchegante, que já nos passou em população e qualidade de vida.

Lajeado, uma das cidades mais destruídas pelos eventos climáticos é outra cidade que crescia sem parar. Moderna, com vários edifícios, mansões e uma economia muito forte. A cidade harmoniza os arranha-céus com o verde de seus parques.

Santa Cruz do Sul é outra cidade economicamente muito forte, com uma economia diversificada e qualidade de vida.

Poderíamos citar outras tantas cidades atingidas por esses desastres climáticos, assim como ficamos horrorizados com o drama vivido pela população de Canoas, a terceira maior cidade do RS, ou vendo a nossa bela capital tomada pelas águas.

Agora essa água toda vai sair por aqui, pela nossa Barra. Acreditamos que os prejuízos aqui serão bem menores que os ocorridos na parte de cima do Estado, mas teremos de estar atentos e seguir as orientações das autoridades. Ao mesmo tempo, estarmos prontos para amparar os mais necessitados, porque a solidariedade do povo rio-grandino será fundamental no apoio aos nossos irmãos que poderão ter suas casas invadidas pelas águas que começam a descer de Porto Alegre. Sem falar que para hoje a previsão do tempo anuncia chuvas de 90mm para nós. É muita chuva e já podemos prever muitos transtornos na cidade.

Que tudo isso passe e não tenhamos vítimas a lamentar.


Contatos com a coluna pelo email: iquedelarocha@gmail.com



COMENTÁRIOS

LEIA TAMBÉM

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.