Seja bem vindo
Rio Grande,03/07/2022

  • A +
  • A -
Publicidade

Todo lance do jogo é impedimento para quem torce contra!

Os projetos, investimentos e obras privadas e públicas em nossa cidade nos dão uma certeza de um futuro melhor.

Todo lance do jogo é impedimento para quem torce contra!

TODO O LANCE DO JOGO É IMPEDIMENTO PARA QUEM TORCE CONTRA!

Nerino Dionello Piotto*

Contra os fatos não há argumentos sólidos.

Nossa memória, diz o ditado, costuma ser curta. 

Até recentemente Rio Grande, nosso estado do RS e o Brasil  estavam em situação falimentar.  

Basta olhar o que ocorre hoje  em Rio Grande, no RS e no Brasil com olhos de ver para se constatar que, embora haja muita estrada pela frente,   grande parte do percurso rumo à saída do sufoco já foi percorrido. Apesar das inéditas  adversidades externas e internas. 

Os projetos, investimentos  e obras privadas e públicas em nossa cidade nos dão uma certeza  de um futuro melhor; da mesma forma no Estado e na União.

E olhem, tivemos uma tempestade internacional mais que perfeita. O mundo vinha até vésperas da pandemia dando  uma freada de acomodação das melancias. Com a Covid, veio o caos. Como desgraça pouca é bobagem, as catástrofes e guerras. E,  mesmo assim,  estamos muito bem em muitas fotos.

Contra os fatos não há argumentos sólidos. Por ex: em 2019 tínhamos 209 estatais federais. O patrimônio líquido delas era de R$651 bihões e elas distribuíram  11 bilhões em dividendos. 

Até 2021 foram transferidos cerca de 230 bilhôes de reais ao setor privado com a venda da BR Distribuidora, do Porto de Vitória, dentre inúmeras outras.

O Brasil, como o Rio Grande do Sul e Rio Grande, , nadou contra a maré. Com muita gente torcendo contra! Bueno, a foto hoje nos mostra que em 2021 o patrimônio líquido das 133  estatais federais que sobraram saltou para 901 bilhões e foram distribuídos 97 bilhões em dividendos, cerca de  oito vezes mais. Milagres? Não, boas administrações. 

Em Rio Grande, um amigo me disse, ao me sugerir a visita ao local denominado Depósito de Materiais Inertes, Ecoponto, antigo Lixão, no Cassino, que falar mal é fácil e dá mais ibope, mas que é preciso falar bem e enaltecer o que ocorre de bom. Concordo! Apesar de...

A vida está fácil? Não está. E vai ficar ainda mais difícil com o cenário mundial atual. O mundo se transforma rapidamente. O fenômeno da empregabilidade se acentua, ou seja:  empresas querendo contratar e há falta de gente capacitada. Com isto os salários sobem, o que pressiona ainda mais a inflação. Mas...

Não podemos esquecer que são nas crises que surgem  oportunidades. Imaginar que há milagres, salvadores da pátria, como na Argentina, por exemplo, cujo povo  acreditou, no passado,   que a paridade do peso x dólar seria a salvação da lavoura e recentemente  elegeu um governo populista e vendedor de ilusões, é demais.

Não há dinheiro público para atender todas as demandas. O cobertor é curto. Diante das dificuldades, as universidades brasileiras, berço das inteligências,  poderiam fazer como as do mundo  desenvolvido: cobrar de quem pode em benefício dos que não podem pagar. Mitigaria a falta de recursos.  Bem que a FURG poderia marcar esse golaço!

Pensem nisso. Nerinopiotto@lwmail.com.br




 



COMENTÁRIOS

LEIA TAMBÉM

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login