Seja bem vindo
Rio Grande,03/07/2022

  • A +
  • A -
Publicidade

CUTTY SARK – Símbolo de uma era

P.S.: Cutty Sark está em plano elevado, de três metros de altura. Possibilita observar seu casco por baixo.

CUTTY SARK – Símbolo de uma era

CUTTY SARK – Símbolo de uma era

Marisa Martins

aloha.marisah@gmail.com

Foto: arquivo pessoal


“Pior do que não terminar uma

viagem é nunca partir”.

Navegador Amir Klink



Veleiros mexem com imaginário, com sonhos. Deixam-no no tênue limite entre o real e o irreal. Delineiam longínquos mares e terras, portos, solidões, imensidões, chegadas e partidas. Assim também pensou Klink: “Um dia preciso parar de sonhar e, de algum modo, partir”.

Velas enfunadas. Olhos no infinito. Singrando caminho de águas, mar e céu serenos, navegante não vê obstáculos. Sensação de onipotência. Ventos fortes crispando ondas. Velas recolhidas. Sensação de fragilidade. Mas nunca de medo. O que faz tão fortes e sem temor os amantes do mar?

Penso nisso, quando relembro impactante visão do veleiro britânico Cutty Sark – o barco das nove vidas – ao desembarcar em Greenwich, Londres. 

Quantos ventos, quantos mares enfrentou entre 1870 e 1954? Agora, restaurado, ali está, navio-museu. Orgulhoso de tempos épicos na navegação.

Construído na Escócia – 921 toneladas e 64 metros de comprimento – foi a última embarcação de transporte de chá entre China e Reino Unido. Símbolo de uma era.

Aos poucos, substituíram-no por navios a vapor, em razão de não conseguir passar pelo Canal de Suez.

Sobrou a ele comércio de lã com Austrália. Vendido a Portugal, restaurado em 1922, por duas vezes sofreu alteração no nome. 

Orgulho britânico resgatou-o em 1954, e o colocou em Greenwich, junto ao Colégio da Marinha Real. Em 2007, quando de nova reforma, sofreu violento incêndio. 

Valente como os capitães que o comandaram, salvou-se. Em 2012, a Rainha Elisabeth II o reinaugurou, abrindo-o à visitação pública.

Cutty Sark, para mim, era conhecida marca de uísque. Nunca imaginei ser apresentada ao barco   estampado no rótulo.

Admirando-o altaneiro, missão cumprida, navega-se pelos mares que singrou. Quão difíceis o foram aquelas águas, para ele e para os nautas que o conduziam. Mesmo assim, nunca se intimidaram. 

Com coragem, partiram sempre...


P.S.: Cutty Sark está em plano elevado, de três metros de altura.  Possibilita observar seu casco por baixo.  

  





COMENTÁRIOS

Interessante.

LEIA TAMBÉM

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login