Anel de Claddagh

Anel de Claddagh

História do anel de Gladdagh envolve amor.

Por Marisa Martins 23/09/2021 - 10:19 hs

ANEL DE CLADDAGH

Marisa Martins

aloha.marisah@gmail.com

Foto:   pessoal

 

História do anel de Gladdagh

envolve amor.

Primavera se envolve de amor.

 

Anel irlandês, repleto de simbologia: Anel de Claddagh. Há séculos usado no   país. Será lenda ou realidade o que contam sobre ele? Herança celta de tradição oral criou lendas. O anel pode estar nessa herança. Mesmo o nome gaélico do país – Eire -  remete a deusa da mitologia celta.

História do anel de Claddagh envolve amor. Bom contá-la no início da primavera, que se envolve de amor. O herói não é guerreiro nem ser mágico. É pescador.

Narrativa sobre Richard Joyce, pescador do vilarejo de Claddagh,   oeste irlandês, passa por gerações há mais de 300 anos.

Richard, na semana do casamento, vai à pesca, com companheiros. Barco é atacado, tripulação sequestrada, Richard é vendido como escravo a ourives turco. Aprendeu a profissão de seu amo.

Com esperança de reencontro com a amada, fez anel para ela.

O anel traz boa sorte. Richard consegue fugir, passados oito anos. Volta à Irlanda, casa-se com a noiva. E foram felizes para sempre.

Três significados envolvem anel de Claddagh: o coração simboliza amor; mãos, companheirismo; coroa, lealdade.

Transmite mensagens conforme forma de o usar. Na mão direita: coração para fora, pessoa está disponível; coração para dentro, já existe um amor ou grande amizade. Na mão esquerda, coração só para dentro. Sinaliza compromisso com amor ou amizade.

Irlanda é assim. Romântica, imaginativa, com certo mistério. Seria diferente a terra dos escritores George Bernard Shaw, Oscar Wilde, James Joyce, Samuel Becket, Bram Stock, C.S. Lewis, e tantos outros?

Irlandeses, entretanto, vão além de prestigiar seus literatos, sua história, a música do U2, lendas.

São apaixonados pelo craic, expressão só usada naquele país. Significa bons momentos, boa companhia, sorte. Por certo, a alegria do bairro Temple Bar, na capital, Dublin, exemplifica craic.

Usar o anel de Claddagh é love’s great craic – ótima sorte no amor.

Verdade? Diria como Oscar Wilde: “Crer é muito monótono. A dúvida é apaixonante”...

 

P.S.: Nome do bairro Temple Bar origina-se do mais famoso pub irlandês.

 



O Litorâneo não se responsabiliza pelos conteúdos aqui divulgados, sendo única responsabilidade de seus autores. Como espaço livre e democrático, as opiniões aqui expressas são unicamente de seus autores.